Privacidade? Did you mean foda-se?

Google Libera Dados do Gmail de Voluntário do WikiLeaks para Governo Americano

Usuários do Gmail podem ficar apreensivos. Recentemente a Google revelou os dados privados de um usuário do Gmail para o governo americano sem ao menos um mandato de busca.

De acordo com o ReadWriteWeb, um voluntário do WikiLeaks e desenvolvedor do projeto Tor – uma rede focada na anonimidade dos usuários, que impossibilita o seu  rastreamento (quanta ironia) – Jacob Appelbaum teve sua lista de contatos e dados do IP revelados para o governo do EUA. Como exposto no Wall Street Journal, o governo fez o pedido de quebra de privacidade através de um mandato judicial secreto habilitado por uma lei controversa de 1986 chamada Electronic Communications Privacy Act. A lei permite que o governo exija informações de provedores de acesso sem um mandato e sem a notificação do usuário. No segundo semestre de 2010 o governo do EUA pediu que a Google revelasse os dados de 4.601 usuários, a empresa revelou informações de 94% deles.

Uma pequena provedora chamada Sonic.net também recebeu a mesma ordem para revelar os dados do usuário Jacob, mas a empresa só o fez depois de tentar reverter a decisão na justiça e perder. Não existem provas que a Google também tenha tentado contestar a ação na justiça, mas as empresas se certificaram de que o usuário Jacob esteja ciente da divulgação de seus dados.

Este é um caso sério, o governo americano tem total liberdade de burlar qualquer parâmetro de privacidade e requisitar informações sigilosas de usuários de provedores, sem a consciência dos mesmos, e sem ao menos um mandato de busca. Isso quer dizer que, se tratando do WikiLeaks, qualquer simpatizante da organização está com a privacidade em risco. O governo pode ter acesso a informações de centenas de usuários sem que eles desconfiem e nem as redes sociais estão a salvo. O Twitter, Facebook e as redes da Google também podem estar sob vigilância.

Mas nem tudo está perdido. No final do ano passado o Departamento de Justiça do EUA fez uma requisição similar ao Twitter, também em relação ao WikiLeaks, mas a empresa lutou para que pelo menos os usuários fossem avisados.

Algumas empresas de tecnologia estão tentando fazer com que o Congresso reavalie a lei, já que a web evoluiu bastante desde que ela foi criada. A Google está entre elas, mas por que a empresa não tentou evitar a divulgação dos dados de Jacob? Já imagino que ela não tenha tentado pelo simples fato de que esta informação não está no artigo. Uma empresa que realmente se preocupa com a privacidade dos usuários tentaria impedir este “vazamento” a todo custo, ou pelo menos divulgar que fez o possível.

 

[direto de: http://webholic.com.br/2011/10/11/google-libera-dados-do-gmail-de-voluntario-do-wikileaks-para-governo-americano/%5D

Anúncios

Comente!

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s